a Árvore da campanÁria

A História da História

Recolhido por Doralice Fernandes Xavier Alcoforado, na coletânea Contos populares brasileiros: Bahia, “A Árvore da Campanária”, assim como “Maria e o peixe encantado”, é um conto estruturado em torno do tema da moça atormentada e pode ser inserido no Ciclo da Gata Borralheira.

Para mim, a história da árvore oráculo veio anunciar o destino de uma grande parceria. Foi o primeiro conto que apresentei com meu companheiro Fernando Almeida, em 2006, no aniversário da querida aluna Flora.

Baiano de Feira de Santana, capoeira e pai de nossa filha Dora, hoje é parceiro de muitas histórias. Os berimbaus tocados e confeccionados por ele são verdadeiros galhos de Árvore da Campanária. Passa horas de um Tempo sem tempo testando casar biribas e cabaças, em busca de um berimbau que fale!

Em nossa montagem da história de boca, o berimbau transforma-se em personagem, tornando-se a própria árvore falante da Campanária.

E seguimos contando.

Ficha técnica

A Árvore da Campanária

Conto popular da Bahia, adaptado por Cristiane Velasco.

Com:

Cristiane Velasco: voz.

Guilherme Sapotone: voz.

Fernando Almeida: violão e berimbau.

Crianças: Alice, Tomé e Dora.

Música:

“Vem o pássaro” (letra de Cristiane Velasco a partir do “Romance da Bela Infanta”, gravado pelo Quinteto Armorial).

Com:

Cristiane Velasco: voz.

Renato Rossi: viola e arranjo.

Luiz Gustavo Nascimento: violino e arranjo.

Fernando Almeida: violão e arranjo.

Guilherme Sapotone: pandeiro.

Cantiga Tradicional:

“Marinheiro só”

Com:

Cristiane Velasco: voz.

Fernando Almeida: violão, berimbau e arranjo.

Guilherme Sapotone: voz.